terça-feira, 29 de setembro de 2015

Como Sobreviver a um Relâmpago!


A melhor maneira de sobreviver a um relâmpago é evitar estar ao ar livre, em primeiro lugar. Use a regra 30/30: Se, depois de ver um raio, você não pode contar até 30 antes de ouvir o trovão, fique dentro de um edifício ou de um carro. Não sair até 30 minutos após o último trovão.
Se você está ao ar livre e não pode se esconder durante uma tempestade, procure abrigo em uma área baixa sob um denso crescimento de pequenas árvores (não ficar muito perto delas). Evite objetos isolados, como árvores altas e mastros, o relâmpago muitas vezes (mas nem sempre) tende a atacar o objeto mais alto em uma área.
Se você estiver em uma área aberta, vá para uma área baixa, como um vale ou uma ravina (mas fique alerta para enchentes ou inundações repentinas). Em todos os casos, evitar qualquer tamanho volume de água, pois a água é um condutor de eletricidade.

Se você está preso ao ar livre e perceber sinais de que um relâmpago é iminente (o cabelo arrepia, sua pele fica formigando, você ouve um zumbido, estalos, entre outros sons estranhos ou ver objetos de metal que emitem um suave, azul-branco fulgor) ou você simplesmente acha que está em perigo, assuma imediatamente a posição acima para aumentar suas chances de sobrevivência, pois o relâmpago poderá golpeá-lo diretamente, ou perto de você.

7 comentários:

  1. Respeitosamente eu questiono este post.

    Sou engenheiro eletricista, e, engenheiro de segurança do trabalho. Especialista em consultoria de NR 10, Laudos, e, SPDA.

    Trabalho com NR 10 desde 2005. A atual redação da NR 10 foi publicada em 8 de dezembro de 2004.

    A Recomendação normativa é procurar abrigo. Seja dentro de um prédio, dentro de um veículo, ou, de uma estrutura com SPDA.

    Lembre-se que bastam 30 mA para causar a fibrilação ventricular (Parada Cardíaca).

    O campo eletromagnético causado pela queda de um raio é suficiente para causar uma parada cardíaca.

    Para quem busca mais informações recomendo.

    Video Interessante

    http://globotv.globo.com/rede-globo/globo-rural/v/incidencia-de-queda-de-raios-no-campo-preocupa-produtores-de-sp/3230981/

    Att,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aceitamos os questionamentos amigo Anderson, como descrito no post realmente a melhor opção é se abrigar em alguma construção ou veículo, mas as outras especificações são indicadas a pessoas que não dispõem destes recursos de fuga da situação em questão. E o estudo relacionado a estes fenômenos ainda é bem obscuro. Os dados acima são aconselhados como ultimo recurso por institutos de pesquisa na área.

      Excluir